De vez em quando, é comum que as pessoas acabem não gostando mais da decoração de algum cômodo da casa e sempre bate aquela dúvida do que seria possível fazer para renovar a arrumação, não é mesmo? Nestas horas, uma ótima dica é aplicar um papel de parede com estampas, padrões e cores modernas. Além do modelo tradicional que não possui cola, é possível encontrar também o papel de parede autoadesivo.

Os dois tipos de revestimento são responsáveis por promover uma renovação rápida e prática na decoração dos mais diversos ambientes da casa. Isso porque para fazer a instalação deles, não será preciso quebrar nenhuma parte da parede.

Outra vantagem incrível dos revestimentos é que eles não causam sujeira como as pinturas tradicionais que podem respingar em móveis e no piso e nem deixam cheiros indesejados.

Como o próprio nome já indica, a principal diferença entre o papel de parede autoadesivo e o papel de parede convencional é que o primeiro possui um verso autoadesivo, ou seja, é só destacar a película e ir aplicando na parede. No modelo convencional, é preciso aplicar uma camada de cola para garantir a sua fixação.

Mas se você acha que esta é a única diferença que existe entre esses dois materiais de revestimento, está enganado.

Confira a seguir as principais diferenças entre o papel de parede autoadesivo e o modelo convencional de papel de parede, e analise qual é a melhor opção para a sua decoração.

 

Papel de parede autoadesivo x Papel de parede sem cola: Conheça a diferença

 

  1. Materiais dos revestimentos

O que faz o papel de parede autoadesivo ter a possibilidade de ser autocolante é o material usado para a sua fabricação. Isso acontece porque esse tipo de revestimento é confeccionado em material vinílico, também chamado de vinil.

Já o papel de parede tradicional é produzido em papel mesmo, ou seja, celulose e precisa receber uma camada de cola para ser fixado nas superfícies.

 

  1. Instalação

 

Instalando Papel de Parede Flores
Instalando Papel de Parede Flores

Como o papel de parede autoadesivo já vem com uma substância colante basta que o verso seja retirado e o material pode ser aplicado na superfície da parede.

Assim, você mesma pode fazer esta aplicação. Normalmente, o produto é acompanhado de instruções simples do fabricante e basta seguir esses passos para que em pouco tempo, a instalação esteja completa.

A praticidade é tão grande que em, aproximadamente, uma hora você consegue aplicar o revestimento e ter uma nova decoração no cômodo, sem qualquer tipo de sujeira e sem cheiro indesejado.

No caso do papel de parede convencional, a instalação é um pouco mais delicada e precisa ser feita por um profissional qualificado. Isso acontece porque como o material é mais frágil, ele precisa ser manuseado corretamente para ficar alinhado à superfície da parede.

Para a aplicação deste revestimento, o profissional precisará usar uma cola especial e fazer os recortes necessários para que o papel se encaixe perfeitamente na parede. Em casos de modelos com estampas, é preciso atenção redobrada porque os desenhos não podem ficar cortados e devem fazer sentido visualmente.

 

  1. Tamanhos e formatos

Outra grande diferença do papel de parede convencional para o papel de parede autoadesivo é o formato ou tamanho em que eles são vendidos.

O modelo tradicional é confeccionado em um formato padrão e assim deve ser instalado em uma parede inteira. Ou seja, ele é usado para cobrir toda a extensão de uma parede.

Já o modelo autoadesivo é vendido em diferentes tamanhos e pode ser aplicado em variados formatos na superfície. Assim, além de ser aplicado em toda a parede, ele é ideal para quem deseja montar uma decoração com alguns detalhes como, por exemplo, uma faixa no rodapé, uma linha horizontal ou vertical na parede e o que mais a sua imaginação mandar.

 

  1. Modelos de estampas

 

 

Os dois tipos de revestimento possuem variadas opções em termos de estampas, padrões e cores. Assim, eles podem combinar perfeitamente com os mais variados estilos de decoração de cada ambiente.

O papel de parede tradicional possui estampas e padrões mais clássicos como as de arabescos e é normalmente usado em ambientes que possuam uma decoração mais sofisticada.

Já o papel de parede autoadesivo possui estampas com desenhos e padrões diversificados como listras, azulejos hidráulicos, ilustrações infantis, dentre outros e que garantem uma personalização especial para a decoração.

 

  1. Limpeza diária

Para permanecerem sempre bonitos, a manutenção dos dois tipos de revestimento não tem nenhum segredo e deve ser feita com cuidados simples. A limpeza deve ser realizada com um pano úmido e sabão neutro. E só.

 

  1. Desinstalação

A desinstalação, ou remoção dos revestimentos, são processos simples, mas especialmente no caso do modelo tradicional, é preciso ter atenção redobrada para não danificar a pintura da parede.

Para retirar o papel de parede autoadesivo basta pegar uma das pontas do revestimento e ir puxando devagar da superfície da parede. Já a remoção do papel tradicional deve ser feita com muito cuidado para que a superfície, em especial a pintura, da parede não seja danificada.

Assim como na instalação, a remoção do modelo autoadesivo pode ser feita tranquilamente por você mesma.

Com a praticidade oferecida por este revestimento, sempre que desejar, você vai conseguir renovar a decoração de algum cômodo sem se preocupar com sujeira e cheiros fortes como as pinturas e nem mesmo precisa se preocupar com a contratação de mão de obra específica para ter o trabalho pronto.

 

  1. Valores

Você provavelmente está se perguntando dos valores para cada tipo de revestimento. E outra das grandes diferenças e vantagens do papel de parede autoadesivo em relação ao papel de parede tradicional é exatamente o preço.

O modelo autoadesivo é bem mais acessível do que o modelo convencional. Assim, você não vai precisar gastar muito para conseguir redecorar a sua casa.

Se você quer renovar alguns ambientes e não deseja gastar muito, o modelo autoadesivo é a melhor opção. Ele significa uma economia dupla porque além de ser mais barato, não é preciso contratar um profissional especializado para fazer a instalação dele.

Analise quais são as necessidades de decoração que cada cômodo apresenta e escolha um revestimento autoadesivo ou tradicional que melhor te atenda. De forma rápida e prática, a sua casa terá uma cara nova.